[Resenha]:O último homem do mundo - Tais Cortez

18 de novembro de 2014



Titulo: O último homem do mundo
Autora: Tais Cortez
Editora: Ler
Páginas: 347
Ano: 2014

Sinopse 
 Amanda é uma garota rebelde e problemática. Filha de Patrícia Oliveira, uma atriz mundialmente famosa, ela se ressente do comportamento da mãe, que trabalha demais e dedica seu pouco tempo livre para namorar. Depois de ser expulsa dos três últimos colégios, Amanda é matriculada contra sua vontade no Educação de Elite, o colégio interno mais renomado do país, onde apenas os filhos da elite nacional estudam. Determinada a conseguir mais uma expulsão, ela é capaz das maiores loucuras, mas seus planos acabam sendo frustrados por suas colegas de quarto, por uma inspetora intrometida e um diretor paciente. Lá ela também conhece Ricardo, o garoto mais popular e mulherengo do colégio. A atração entre eles é imediata, mas isso não impede que se odeiem ferozmente e que façam de tudo para prejudicar um ao outro. No entanto, o destino os forçará a unirem forças por um bem maior, e Amanda perceberá que, às vezes, o último homem do mundo de sua consciência pode ser justamente aquele que seu coração decide escolher.






     Amanda é uma adolescente e como é comum nessa fase é muito rebelde, a proposito sua rebeldia, irritação e violência é uma forma que ela tem de lidar com tudo a sua volta, fazendo tudo para chocar e até mesmo afasta as pessoas. Após ser expulsa de seu terceiro colégio, está no auge de sua irritação após descobrir a decisão da mãe de mandá-la a um colégio interno. Sua mãe se chama Patrícia é uma atriz mundialmente famosa, com muitos compromissos, muitos casos e namorados e pouco tempo para a filha o típico caso de mãe ausente, e na percepção de Amanda sua decisão de estudar em uma escola assim e somente para que ela possa ficar longe, o que na verdade não é, sua mãe demonstra que se importa apesar de quase nunca cumprir suas promessas. Amanda não teve muito contato com seu pai, pois ele faleceu quando ainda era um bebê.



    
Tentando se convence que sua mãe não se importa com ela, e que não passa de um empecilho. Ao percebe sobre as intenções da mãe Amanda pinta o cabelo com tinta removível roxa, coloca sua armadura de roupas pretas e uma maquiagem forte no rosto,ao chegar no Colégio Educação de Elite um dos mais caros e "bem frequentado" alias os filhos das pessoas mais rica do país, adolescentes fúteis e mimados, acostumados a ter tudo nas mãos, ela chegou chegando,acabou esbarrando em um rapaz, Ricardo, com seu sorriso charmoso e seu perfume hipnotizante, mas esnobe como a maioria dos adolescentes da escola. O que fez a raiva e ódio de Amandar por estar ali aumentarem, mas se contentava que não ficaria por muito tempo e como tinha experiência em se expulsa, já que conseguiu ser expulsa de outras três escolas, a quarta seria muito difícil, ainda mas em um lugar rígido com aquele.

     E como não iria perder uma oportunidade e agora possui um único,sair daquele lugar, então avançou e começou a dá uma surra (Vale lembra que ela nunca deve ter apanhado na vida) sobre uma menina que soltou um comentário maldoso sobre os relacionamentos inconstantes sobre sua mãe, mas seu primeiro plano é interrompido por duas estudantes, Paulina e Maíra, que para comprovar mais uma vez que o ditado que diz que o mundo é pequeno e dá voltadas, não sei se por coincidência acabam sendo suas novas colegas de quarto. Mas teria muitos obstáculos a enfrentar como um diretor que prestava atenção nela, uma inspetora casca grossa, que busca conter todos os problemas que ela tenta causar para ser expulsa, então ela decide unir as constantes tentativas de se mandar daquele lugar como o desejo de revidar as provocações de Ricardo e de sua namorada.Mas o tempo vai passando e com isso ela vai se apegando as pessoas, e agora possuí algo que nunca se permitiu: amigas. Então teve uma ideia que uniria o útil ao agradável, mas para isso precisaria de suas novas amigas. Então ela entrou no quarto de Ricardo (isso não era permitido) e quando o diretor e a sua filha (Sim, Mariana era filha do diretor) estavam chegando ela beijou o Ricardo que acabou correspondendo o beijo dela, mas não conseguiu o que queria e sim mas duas semanas de castigo sem poder sair do colégio e logo após uma conversa reflexiva sobre seu comportamento.

       Ela estava precisando pensar então resolveu dá uma volta fora do colégio, nessa voltinha ela conhece pessoas que não tem nada, essa realidade a atinge em cheio, e decidi colaborar com grupo Cristão que ajudava essas pessoas mas que estavam ficando sem recursos. Como sempre usa sua criatividade e tem uma ideia de usar o baile de confraternização e transforma - lo em um evento beneficente, mas para conseguir precisa da ajuda de Ricardo um dos mais populares e também representante de turma. Só que Amanda não percebe que esse projeto e a proximidade da convivência entre os dois podem mudar sua vida para sempre. Mas será que ela está disposta a confiar nele e ele pode realmente mudar?








Impressões: Quando vi o título do livro, não fiquei muito animada pois achei que o livro falava de um pós apocalipse que só tinha restado dois pessoa que teria que repovoar a terra (risos). Mas resolvi começar a ler e me deparei com uma garota muito rebelde e vi que  na verdade o livro era uma história cotidiana de adolescentes e suas questões,assim fui sendo envolvida pela história, acabei lendo o livro em um dia (Ou melhor dizendo em uma noite). O que mais me impressionou foi a coragem, determinação e o seu nenhum senso de respeito pelas regras e me diverti muito com as situações criadas pela personagem principal. Dando continuidade a leitura e não consegui para de compara em alguns momentos com a novela rebelde e seus perfis comportamentais e para quem é fã vai adora. 


Ah ... Fiquei com gostinho de quero mais.. Até perguntei para autora se não  teria o Último homem do mundo 2 ou até mesmo a Última mulher do mundo.









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.